Secretaria Municipal de Educação - Barra de Santa Rosa

O mundo é como um espelho que devolve a cada pessoa o reflexo de seus próprios pensamentos e seus atos. A maneira como você encara a vida é que faz toda diferença. A vida muda, quando "você muda". Por isso devemos acreditar que a educação é capaz de mudar...

(Autor desconhecido)


quinta-feira, 12 de julho de 2012

Governo Federal transfere recursos do PAR a municípios e estados


ASCOM-FNDE (Brasília) – Está disponível a partir desta terça-feira, 10, nas contas correntes de 499 municípios e três secretarias estaduais de educação o total de R$ 392,8 do Plano de Ações Articuladas (PAR). Desse valor, R$ 339.108.338,18 foram destinados às prefeituras municipais.

Planejamento - Com objetivo de elaborar diagnóstico da situação educacional local, o PAR é um processo de planejamento da política de educação que municípios, estados e o Distrito Federal devem elaborar e implementar em um período de quatro anos. Com o PAR , o Governo Federal colocou à disposição dos estados, municípios e Distrito Federal, instrumentos eficazes de avaliação e de implementação de políticas de melhoria da qualidade da educação, sobretudo da educação básica pública.
Para acompanhar os valores repassados do PAR e de outros programas, acesse o portal do FNDE em liberações de recursos.

BARRA DE SANTA ROSA -  A Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Desporto através da Prefeitura Municipal de Barra de Santa Rosa foi comtemplada com os valores abaixo:

R$ 1.523.120,00 = PREF MUN DE BARRA DE SANTA ROSA/PB
R$ 20.075,00 = PREF MUN DE BARRA DE SANTA ROSA/PB
R$ 218.937,00 = PREF MUN DE BARRA DE SANTA ROSA/PB
R$ 37.870,55 = PREF MUN DE BARRA DE SANTA ROSA/PB

Isso é resultado do trabalho que vem sendo desenvolvido por parte da Secretária Candice Lins Costa
juntamente com sua equipe.


Fonte: http://www.fnde.gov.br de Ter, 10 de julho de 2012

Professores podem se inscrever em curso de prevenção a drogas

Professores de escolas públicas podem se inscrever até o dia 15 próximo para a quinta edição do Curso de Prevenção para Educadores de Escolas Públicas. As aulas, na modalidade a distância, vão de agosto deste ano a abril de 2013. A expectativa é de que 70 mil educadores de 14 mil escolas façam o curso, que resulta de parceria entre a Secretaria de Educação Básica (SEB) do Ministério da Educação, a Secretaria Nacional de Politicas sobre Drogas (Senad) do Ministério da Justiça e a Universidade de Brasília (UnB).


Concluído o curso, de 180 horas, os educadores receberão diploma de curso de extensão universitária, emitido pelo Decanato de Extensão da UnB. Cada professor que se inscrever receberá um conjunto de material pedagógico, composto de livro-texto e DVD. Oferecido na plataforma moodle, o curso será composto de cinco módulos, com tutoria virtual. No último módulo, o professor terá de elaborar projeto com estratégias de prevenção ao uso de drogas na escola.

No dia 21 próximo, a UnB divulgará a lista dos professores selecionados em primeira chamada.

As inscrições devem ser feitas pela internet.

quinta-feira, 5 de julho de 2012

Supletivo 2012 para o Ensino Médio


Estão abertas as Inscrições do Supletivo 2012 para o Ensino Médio. 
As inscrições estão sendo realizadas apenas no site www.paraiba.pb.gov.br/educacao
Até o próximo dia 16 de julho de 2012.  


 

terça-feira, 22 de maio de 2012

LIBERAÇÕES DO PDDE


LIBERAÇÕES 
 PDDE - PROGRAMA DINHEIRO DIRETO NA ESCOLA


SEGUE ABAIXO A RELAÇÃO DAS ESCOLAS DE BARRA DE SANTA ROSA QUE TIVERAM O RECURSO DO PDDE LIBERADO ATÉ O DIA 22 DE MAIO DE 2012:


ESCOLA
DATA DA LIBERAÇÃO
VALOR    LIBERADO
CONSELHO ESCOLAR DA EMEF CICERA DA SILVA SOUSA
03/05/12
R$ 2.901,60
CONSELHO ESCOLAR DA EMEF FELIPE NERY DE AZEVEDO
03/05/12
R$ 1.491,30
CONSELHO ESCOLAR DA EMEF ROSA SOARES DA FONSECA
03/05/12
R$ 2.727,90
CONSELHO ESCOLAR EMEF ELCA DE CARVALHO FONSECA
03/05/12
R$ 1.142,70
UNIDADE ESCOLAR CRECHE MARIA DAS NEVES DE LIMA
03/05/12
R$ 1.447,00
UNIDADE EXECUTORA DA EMEF JOSE MARTINHO CERPA DE MENEZES
03/05/12
R$ 2.948,40
CONS ESCOLAR DA EM DE ENS ESPECIAL ELSON DE OLIVEIRA ABREU
17/05/12
R$ 1.934,70
CONSELHO ESCOLAR DA EM DE 1 GRAU JOSE RIBEIRO DINIZ
17/05/12
R$ 3.867,00
CONSELHO ESCOLAR DO COLEGIO BARRA DE SANTA ROSA
17/05/12
R$ 11.009,80
CONSELHO ESCOLAR EMEF PE JOEL ESDRA LINS
17/05/12
R$ 1.478,70

SÃO JOÃO 2012

Iniciamos os trabalhos voltados para a realização do Projeto Pedagógico Junino deste ano. Como nos últimos 02 anos, na gestão da Secretária de Educação, Candice Lins, durante os meses de Maio e Junho vem sendo desenvolvido em todas as escolas pertencentes a rede municipal, um projeto pedagógico voltado para as festividades juninas e neste ano temos como tema a Literatura de Cordel e seu título é "Na Educação tem cordel, xote e baião".
O Projeto contempla diversas áreas do conhecimento, traz atividades de incentivo a leitura e a escrita, como também atividades voltada para música, dança e artes visuais.
O presente projeto é densenvolvido nas escolas por parte dos professores e alunos, e a culminância será em praça pública nos dias 20, 21 e 22 de junho de 2012.

ESCLARECIMENTOS SOBRE O PNATE (Programa Nacional de Transporte Escolar)

O Programa Nacional de Apoio ao Transporte do Escolar (Pnate) foi instituído pela Lei nº 10.880, de 9 de junho de 2004, com o objetivo de garantir o acesso e a permanência nos estabelecimentos escolares dos alunos do ensino fundamental público residentes em área rural que utilizem transporte escolar, por meio de assistência financeira, em caráter suplementar, aos estados, Distrito Federal e municípios.
Com a publicação da Medida Provisória 455/2009 – transformada na Lei no 11.947, de 16 de junho do mesmo ano –, o programa foi ampliado para toda a educação básica, beneficiando também os estudantes da educação infantil e do ensino médio residentes em áreas rurais.
O programa serve para o pagamento de serviços contratados junto a terceiros para o transporte escolar.

Os valores transferidos diretamente aos estados, ao Distrito Federal e aos municípios são feitos em nove parcelas anuais, de março a novembro. O cálculo do montante de recursos financeiros destinados aos estados, ao Distrito Federal e aos municípios tem como base o quantitativo de alunos da zona rural transportados e informados no censo escolar do ano anterior. O valor per capita/ano varia entre R$ 120,73 e R$ 172,24, de acordo com a área rural do município, a população moradora do campo e a posição do município na linha de pobreza.
Portanto, o Ministério da Educação não financia transporte escolar para universitários.
A obrigração municipal é com o transporte dos alunos localizados na zona rural e não com o deslocamento de universitários, o PNATE  é um programa privativo para despesas com educação básica.

Inscrições para terceira edição da olimpíada vão até o dia 25

Secretarias de educação de estados, municípios e Distrito Federal e escolas públicas da rede de educação básica têm prazo até o dia 25 próximo para fazer a inscrição na terceira edição da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro. O processo de inscrição tem duas etapas. A primeira, de adesão das secretarias; a segunda, das escolas.

A olimpíada é promovida pelo Ministério da Educação, em parceria com a Fundação Itaú Social e o Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec). A proposta da competição é estimular a leitura e o desenvolvimento da escrita entre estudantes da educação básica pública, que vão desenvolver, em quatro gêneros, o tema O Lugar onde Vivo. Alunos do quinto e do sexto anos do ensino fundamental abordarão o tema na forma de poemas; do sétimo e oitavo, de memórias literárias; do nono ano do ensino fundamental e da primeira série do ensino médio, de crônicas; da segunda e da terceira séries do ensino médio, de artigos de opinião.

A olimpíada também proporciona capacitação a professores. Ao acompanhar seus alunos na competição, eles integram um processo de formação. As redes oferecem cursos e oficinas de revisão de conteúdos de língua portuguesa. “Um dia, estou na sala de aula, com meu aluno, lendo e produzindo textos; no outro, estou, como cursista, participando de uma formação presencial”, destaca a professora Joana D’Arc Gonçalves Silva, da Escola Dom Bosco, de Aliança, Pernambuco.

Prêmios — Dividida em etapas, a seleção dos trabalhos elaborados pelos estudantes começa na escola, passa por município, estado e região e chega ao âmbito nacional. A premiação compreende entrega de medalhas, obras literárias, microcomputadores e aparelhos de som portáteis, entre outros itens, a 20 estudantes e 20 professores. Nas fases intermediárias há prêmios também para alunos e docentes e para as escolas.

Na segunda edição, em 2010, a olimpíada teve a participação de aproximadamente 7 milhões de alunos e de 239,4 mil professores, representantes de 60,1 mil escolas públicas.

As inscrições para a terceira edição da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro devem ser feitas pela internet, na página Comunidade Virtual.

Fonte: http://portal.mec.gov.br

sábado, 12 de maio de 2012

PLENÁRIA DO ORÇAMENTO DEMOCRÁTICO 2012 EM CUITÉ

Curimataú prioriza saúde, abastecimento d’água e segurança na plenária do Orçamento Democrático do Governo Estadual


A saúde pública se repetiu como a principal demanda apontada pela população da região do Cuirmataú, com 506 votos. Em 2011, a plenária em Cuité também trouxe a saúde como prioridade, com 446 apontamentos. A segunda prioridade indicada na audiência em Cuité foi o abastecimento d’água, que figurou na décima posição do ranking na rodada do programa no município, no ano passado. Em terceiro lugar foi apontada a segurança pública, com 232 apontamentos; seguida pela indústria (203) e educação (174).
A audiência em Cuité teve início por volta das 19h30. Exatas 985 pessoas se inscreveram para participar do encontro, realizado no Ginásio Municipal de Esporte Waldemir Alves de Lima. A presença da população foi superior a marca de participantes da plenária ocorrida na cidade no ano passado, quando foram inscritas 721 pessoas, representando um acréscimo de 36,6%.
Prefeito Evaldo, Esinho e o Governador Ricardo Coutinho

terça-feira, 24 de abril de 2012

FESTA DE EMANCIPAÇÃO POLÍTICA, 53 ANOS BARRA DE SANTA ROSA


6º PRÊMIO EDUCAR PARA A IGUALDADE RACIAL


Educação no campo terá mais recursos com medida provisória

Brasília (ACS/MEC) - Audiência pública promovida pela Comissão Mista do Congresso Nacional para discutir a Medida Provisória nº 562/2012, que prevê o repasse de recursos do Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) a instituições comunitárias que atuam na educação rural, recebeu ontem, 10, o ministro da Educação em exercício, José Henrique Paim. Ele debateu as mudanças que o dispositivo traz para o ensino no campo.
De acordo com Paim, o Brasil melhorou os índices educacionais, mas no campo ainda há muito a ser feito. As ações previstas pela MP começam pela implantação do Programa Nacional de Educação no Campo (Pronacampo).
Com a medida, o apoio técnico e financeiro oferecido pela União às redes públicas de educação rural no Distrito Federal, estados e municípios se dará mediante a realização de um Plano de Ações Articuladas (PAR), feito em um ambiente virtual no Sistema Integrado de Planejamento, Orçamento e Finanças do Ministério da Educação (Simec). O dispositivo elimina a necessidade de acordos, convênios ou contratos para o repasse dos recursos.
“A partir do PAR conseguimos atingir mais efetivamente os municípios com menor desempenho educacional”, explicou Paim. “Ao longo desse período conseguimos chegar aonde o Ministério da Educação nunca havia chegado, em termos de apoio técnico e financeiro”, disse Paim.
Além do PAR, a medida provisória também garante o repasse, por meio do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), de recursos para estabelecimentos públicos de ensino de jovens e adultos, para os alunos que não tenham sido contados no Censo Escolar.
Será concedida, no campo, assistência financeira aos estabelecimentos de ensino beneficiários e aos polos presenciais da Universidade Aberta do Brasil (UAB). O valor será definido com base no número de alunos matriculados na educação básica e na UAB.

Fonte: http://www.fnde.gov.br

Aberta adesão ao Programa Dinheiro Direto na Escola

ASCOM-FNDE (Brasília) – Já está aberto o prazo para que municípios, estados, Distrito Federal e suas respectivas unidades de ensino possam aderir ao Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE). O sistema PDDEweb, que possibilita a adesão e a atualização cadastral dos participantes, está disponível no sítio eletrônico do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Segundo a Resolução do FNDE nº 7/2012, publicada nesta sexta-feira,13, no Diário Oficial da União, o prazo para adesão vai até dia 31 de outubro.
Criado em 1995, o PDDE tem a finalidade de prestar assistência financeira, em caráter suplementar, às escolas da rede pública de educação básica e às escolas privadas de educação especial mantidas por entidades sem fins lucrativos. O objetivo é promover melhorias na infra-estrutura física e pedagógica das unidades de ensino e incentivar a autogestão escolar.
Os recursos, que são repassados diretamente às escolas, destinam-se a pequenos reparos nas unidades de ensino e manutenção da infraestrutura do colégio ou para a compra de material de consumo e de bens permanentes, como geladeira e fogão. Ao longo dos anos, novas ações foram incorporadas e, hoje, também promove a acessibilidade nas escolas públicas e financia a educação integral.
O orçamento do programa para este ano é de R$ 1,9 bilhão. No ano passado, o FNDE repassou mais de R$ 1,5 bilhão em benefício de mais de 137 mil escolas.

Fonte: http://www.fnde.gov.br

segunda-feira, 23 de abril de 2012

RECORDANDO O SÃO JOÃO 2011

OS PREPARATIVOS

OS PREPARATIVOS

ENTRADA DO NOSSO EVENTO

NOSSO EVENTO POR DENTRO

O CENÁRIO

CONVITES DAS ESCOLAS E O TROFÉU DE PARTICIPAÇÃO

EQUIPE DA SECRETARIA DE EDUCAÇÃO

O PÚBLICO

BARRACAS DAS ESCOLAS

BARRACAS DAS ESCOLAS

BARRACAS DAS ESCOLAS

ENTREGA DE JALECOS

O Prefeito Evaldo e a Secretária de Educação Candice, realizaram a entrega dos jalecos, confeccionados para todos os professores.
Trata-se de um apoio ao profissional da educação, que milita nas salas de aula. Instituindo o uniforme, no caso, os Jalecos, o professor sente-se mais a vontade, para atuar junto aos alunos, como também, é importante padronizar o vestuário do professor.
A Secretaria de Educação confeccionou 350 jalecos, os quais foram entregues aos professores, diretores, supervisores e coordenadores.


Prof. Everaldo e a Supervisora Angélia

Supervisora Angélia e Prof. Iraci

Supervisora Elis e Prof. José Clementino

Equipe de Prof., Diretores e Supervisores

Equipe de Prof., Diretores e Supervisores

SEMANA PEDAGÓGICA 2012

 O ano letivo de 2012 se inicia com o desafio de envolvermos todos os professores e profissionais que atuam na educação de nossa cidade em torno de novos objetivos. Este ano a Semana Pedagógica teve como tema: "Educação: quem acredita faz."

Durante os dias da Semana Pedagógica, discutimos temas que repercutem em nosso cotidiano e tivemos a oportunidade de aprofundarmos o debate já iniciado anteriormente. Foi um momento de acolher e de compartilhar experiências.

Contamos com a participação de todos – gestores, professores, equipe pedagógica – e acreditamos que, juntos, somos capazes de promover as mudanças que consideramos necessárias.

                                                     FOTOS DO EVENTO (1º DIA)
Professores reunidos

Professores do turno manhã

Sandra dando as boas vindas

Prefeito Evaldo C. Gomes

Apresentação

Equipe da Secretaria de Educação

Elis Regina - Supervisora

Eliane Torres - Supervisora

Prof. Naldo recebendo o material

Credenciamento

Paulo Freire é declarado o patrono da educação brasileira

O educador e filósofo pernambucano Paulo Freire (1921-1997) passa a ser reconhecido como patrono da educação brasileira. É o que estabelece a Lei nº 12.612, do dia 13 último. Freire dedicou grande parte de sua vida à alfabetização e à educação da população pobre.

Oriundo de uma família de classe média, Freire conviveu com a pobreza e a fome na infância, durante a depressão de 1929. A experiência o ajudou a pensar nos pobres e o levou, mais tarde, a elaborar seu revolucionário método de ensino. Em 1943, chegou à Faculdade de Direito da Universidade de Recife, hoje Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Durante o curso, teve contato com conteúdos de filosofia da educação. Ao optar por lecionar língua portuguesa, deixou de lado a profissão de advogado. Em 1946, assumiu a direção do Departamento de Educação e Cultura do Serviço Social de Pernambuco, onde passou a trabalhar com pobres analfabetos.

Em 1961, como diretor do Departamento de Extensões Culturais da Universidade de Recife, montou uma equipe para alfabetizar 300 cortadores de cana em 45 dias. As experiências bem-sucedidas com alfabetização foram reconhecidas em 1964 pelo governo de João Goulart, que aprovou a multiplicação das experiências no Plano Nacional de Alfabetização. No entanto, poucos meses após a implantação, o plano foi vetado pelos militares, que assumiram o governo. Freire foi preso e expulso do país. Em 16 anos de exílio, passou por Chile, Suíça, Estados Unidos e Inglaterra e difundiu sua metodologia de ensino em países africanos de colonização portuguesa, como Guiné-Bissau e Cabo Verde.

Em sua obra mais conhecida, A Pedagogia do Oprimido, o educador propõe um novo modelo de ensino, com uma dinâmica menos vertical entre professores e alunos e a sociedade na qual se inserem. O livro foi traduzido em mais de 40 idiomas.

Visão — Para a diretora de currículos e educação integral do Ministério da Educação, Jaqueline Moll, o Brasil presta uma homenagem a Paulo Freire por sua obra pela educação brasileira. “Paulo Freire é a figura de maior destaque na educação brasileira contemporânea, pelo olhar novo que ele constrói sobre o processo educativo”, afirma. “Ele tem ajudado muitos países no mundo a repensar a visão vertical que temos nas salas de aula, de um professor que sabe tudo e do estudante que é uma tábula rasa e nada sabe.”

“Uma homenagem mais que justa”, comemora Leocádia Inês Schoeffen, secretária municipal de Educação de São Leopoldo (RS), cidade a 50 km de Porto Alegre. Todas as 35 escolas públicas do município já aderiram ao Programa Mais Educação, que amplia a jornada diária para o mínimo de sete horas. “O Mais Educação, do ponto de vista da educação popular, não é restrito ao ambiente escolar, mas articula-se com a comunidade. Assim, há afinidade grande desse programa com o que o Paulo Freire defendia, que é fazer a leitura do mundo e a inserção do educando no seu meio, capacitando-o para que seja agente do seu momento histórico”, diz.

Reconhecido internacionalmente, Paulo Freire recebeu inúmeros títulos e importantes premiações. No portal Domínio Público, do MEC, pode-se baixar gratuitamente o livro Paulo Freire, de Celso de Rui Beisiegel, uma coletânea de análises de seus textos mais importantes.

A Lei nº 12.612, de 13 de abril de 2012 foi publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira, 16, Seção 1 página 1.

Diego Rocha

Fonte: portal.mec.gov.br